Protesto em Berlim: Deutsche Bahn fora da Amazônia!

Protesto em Berlim: Deutsche Bahn fora da Amazônia! Crédito das fotos: Stefanie Hess; RdR/Klaus Schenk. A floresta amazônica no Brasil está ameaçada pelo consumo europeu e chinês de minério de ferro e de soja. Empresários portugueses estão planejando um grande projeto...

Audiência Pública em São Luís denuncia casos graves de comunidades maranhenses adoecidas por agrotóxicos

Organizações e movimentos sociais reunidos na audiência pública em São Luís, neste mês. Foto: Fetaema Na terça passada (21), uma audiência pública em São Luís (MA) ouviu 18 denúncias graves de comunidades atingidas pela pulverização aérea de agrotóxicos no estado....

#DicaJnT – Livro | ‘A mão de ferro da mineração nas terras de Carajás’

Foto: Yanna Duarte Recebemos na semana passada (21), em formato de livro, o importante trabalho de investigação da pesquisadora Juliana Neves Barros. A obra ‘A Mão de Ferro da Mineração nas Terras de Carajás’ é valiosa para pensarmos e repensarmos a Amazônia e os...

Notícias

“É preciso pisar o chão e ouvir a terra”

“É preciso pisar o chão e ouvir a terra”

Anacleta Pires da Silva é orientada pela terra, de onde brota sua inspiração, força e sabedoria para travar lutas pelo bem-viver coletivo, pelo acesso aos territórios ancestrais em toda sua riqueza e diversidade. Foto: Andressa Zumpano Mulher preta quilombola,...

Dona Máxima Pires, a Guardiã da Natureza e das Comunidades Tradicionais, deixa um legado de resistência

Dona Máxima Pires, a Guardiã da Natureza e das Comunidades Tradicionais, deixa um legado de resistência

No último dia (13), data dedicada a Santa Luzia, a comunidade de São Luís (MA) e as organizações populares que compõem o Movimento de Defesa da Ilha, os grupos de ativistas ambientais e dos direitos humanos choraram a perda de uma de suas principais lideranças, Dona Máxima Pires. Seu nome, que ecoa como um grito de resistência, está intrinsecamente ligado à luta contra a especulação imobiliária e a defesa das comunidades tradicionais na Ilha de Upaon-Açú.

Denúncias

Publicações

[Revista] Seminário Internacional Direitos Humanos e Empresas

[Revista] Seminário Internacional Direitos Humanos e Empresas

Lançada em versão trilíngue – português, espanhol e inglês – a revista ficará disponível para download gratuito nos sites do seminário e da Justiça nos Trilhos Será lançada hoje (25/06) a revista online do Seminário Internacional sobre Direitos Humanos e Empresas –...

Carta Política – Intercâmbio de Juventudes Brasil e Moçambique

Carta Política – Intercâmbio de Juventudes Brasil e Moçambique

"Nós, jovens de Brasil e Moçambique, somos conectadas/os pelas veias do oceano Atlântico, pelas nossas naturezas e culturas que se cruzam na ancestralidade" Entre os dias 15 e 16 de maio, cerca de 30 jovens do Brasil e Moçambique impactadas/os pela mineração da Vale,...

Reconhecida com o Prêmio Direitos Humanos e Empresas em 2018, a Justiça nos Trilhos atua desde 2007 no fortalecimento de comunidades no Corredor Carajás denunciando violações dos direitos humanos e da natureza.

Todos os conteúdos do site www.justicanostrilhos.org são sob licenciamento Creative Commons. Os conteúdos podem ser baixados e compartilhados desde que atribuam o crédito sem alterá-los de nenhuma forma ou utilizá-los para fins comerciais.