Boletim JnT – maio de 2009
28 de maio, 2009

26/05/2009

luto-9281571As lutas socioambientais unem numa rede de solidariedade diversos movimentos espalhados pelo Brasil e o mundo. Um companheiro de uma das muitas entidades da Rede Brasileira por Justiça Ambiental tombou assassinato pela defesa do direito à vida e ao trabalho. Justiça nos Trilhos se une à dor dos amigos/as da Associação Homens do Mar e continua em nome deles o compromisso por justiça ambiental.  

25/05/2009

pelotas-2078863A mineradora Vale afirmou que ainda não está negociando o preço contratual do minério de ferro para 2009. Segundo o diretor executivo de Ferrosos da Vale, José Carlos Martins, a companhia brasileira vai aguardar a definição das negociações entre siderúrgicas asiáticas e as mineradoras australianas BHP e Rio Tinto, principais concorrentes da Vale, antes de iniciar qualquer conversa.

22/05/2009

Confira no elenco a seguir todas as 105 propriedades da Vale no mundo inteiro (fonte: Infomine). Cada propriedade tem um link para aprofondimentos. Boa pesquisa!

22/05/2009

navio20de20carga-4536564A Vale mudou sua estratégia de comercialização na China e decidiu construir centros de distribuição de minério de ferro no país. A companhia brasileira avalia erguer duas unidades, com capacidade de 2 milhões de toneladas cada uma. As províncias em estudo são Shandong, Hebei, Lianoning e Guandong, situadas nas regiões Centro, Nordeste e Sul. Em meio à crise global, a China é único mercado relevante em que a produção de aço ainda cresce.

22/05/2009

 A Vale reduziu em US$ 5,2 bilhões sua projeção de investimentos para 2009. A decisão, aprovada ontem pelo conselho de administração da companhia, foi motivada por três fatores: redução de custos, desvalorização do real e alongamento dos cronogramas de alguns projetos. A cifra supera o valor de todos os projetos de expansão do setor de papel e celulose para os próximos quatro anos, que soma cerca de US$ 4,5 bilhões, segundo estimativa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

21/05/2009

exportac3a7c3b5es20sider-6456720Diante do quadro social que estamos vivendo em função da crise econômica mundial, numa ação solidária e indiferentes as convicções políticas e/ou ideológicas um número significativo de entidades da sociedade civil organizada, dentre elas sindicatos, associações, ONGs, igrejas, movimentos estudantis, juntamente com parlamentares, poder público e iniciativa privada, preocupados em encontrar caminhos que possam minimizar os reais impactos gerados pela crise econômica em Açailândia e Região Tocantina (MA), resolveram construir um relatório a partir dos diversos ângulos sociais, onde são  apontados a seguir, indicações concretas do que se vive.

21/05/2009

dsc_0136-4991871Movimento Popular em Favor da Justiça e da Dignidade Humana realiza audiência pública em Açailândia-MA e constrói uma rede de parceria para minimizar impactos da crise econômica em Açailândia e Região Tocantina. Ao redor de uma mesma mesa, a sociedade civil organizada, o governo do Estado, a Prefeitura Municipal, o presidente do Sindicato das Indústrias de Ferro-Gusa do Maranhão e a Vale do Rio Doce.

20/05/2009

araguaia-3961387A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou na segunda-feira (18) que o governo não vai mais construir a Usina Hidrelétrica de Santa Isabel, no rio Araguaia, na divisa do Tocantins com o Pará. 
O consórcio que seria responsável pela usina era constituído pelas empresas Vale, Alcoa, BHP Billiton Metais, Camargo Corrêa e Votorantim. Trata-se de uma vitória contra gigantes.

19/05/2009

paralizac3a7c3a3o20na20vicinal20do20jipe-1824820O município de Ourilândia (PA) foi criado por influência, também, da exploração mineral de forma garimpeira, com o surgimento de vários garimpos de extração de ouro e um garimpo de Cassiterita explorado por uma empresa.
Foi um período de muitos problemas sociais, próprio dos aglomerados de pessoas de várias partes quando tentam se juntar em busca de interesses particulares. Foram também enormes problemas ambientais, com a poluição de rios e grotas da região pelo uso de mercúrio e remoção de terras.

18/05/2009

berge20stahl-9130137A Vale obteve a Licença Prévia (LP) para a implantação do Píer IV, que faz parte do projeto de ampliação da capacidade de embarque do Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, em São Luis (MA), em 100 milhões de toneladas anuais, a partir de 2014. A previsão de início das obras é o segundo semestre de 2009, após recebimento da Licença de Instalação (LI). O investimento da empresa na ampliação da capacidade do Terminal será de R$ 2 bilhões, contribuindo com o desenvolvimento socioeconômico da região e do país.