Carta coletiva em apoio ao território quilombola Santa Rosa dos Pretos

Campanha iniciada pela Rede Desc em parceria com a Justiça nos Trilhos e movimentos sociais. Confira o texto original aqui. "Em 30 de janeiro de 2024, um grupo de mais de uma dezena de membros de movimentos sociais da Rede-DESC teve a oportunidade de visitar o...

Jovens maranhenses atingidos pela mineração participam de formação política em Piquiá de Baixo sobre Injustiça Fiscal

Terceira turma da Escola de Educação Popular em Piquiá de Baixo, Açailândia (MA). Entre os dias 11 e 14 de abril, a comunidade de Piquiá de Baixo, em Açailândia (MA), sediou as discussões da terceira turma da Escola de Educação Popular. Dessa vez, jovens de diferentes...

ANM distribui R$ 549 mi em CFEM a estados e municípios produtores

Fonte: Notícias de Mineração Brasil Big dump truck loading for transport minerals gold,Mining industrial at Thailand A Agência Nacional de Mineração (ANM) distribuiu na segunda-feira (19) R$ 549,37 milhões aos estados e municípios produtores minerais. O valor se...

Notícias das comunidades

A VALE ESCONDE, A GENTE REVELA

A VALE ESCONDE, A GENTE REVELA

Dia 30/04, a Vale fará sua Assembleia de Acionistas. Durante o evento, apresentará contas e resultados da empresa, falará de seus lucros e da distribuição deles. Sabemos que a empresa não revelará as violações de direitos humanos e ambientais e crimes que comete. Por...

Assine a petição: @aguaparalospueblos

Assine a petição: @aguaparalospueblos

Dona Luzinete é moradora de Piquiá de Baixo - uma comunidade localizada no Município de Açailândia, estado do Maranhão, no Nordeste brasileiro. Cerca de 1.100 pessoas que moram em Piquiá sofrem cotidianamente com a poluição do ar, da água, do solo e a poluição sonora...

Documentário Não Vale a Pena

O documentário “Não Vale a Pena” representa um esforço coletivo com vistas à denúncia das violações de direitos pela mineração, a partir das perdas e sofrimentos causados pela destruição das águas, como também um manifesto de indignação frente às seguidas tragédias,...

População sofre com impactos causados pela EFC no MA

Por Sidney Pereira Fonte da matéria: TV Mirante Implementado há pouco mais de quatro décadas no Brasil, o projeto “Grande Carajás” prometia o desenvolvimento dos estados do Pará, Tocantins e também do Maranhão. No entanto, no território maranhense o que era para ser...

Denúncias

Nenhum resultado encontrado

A página que você solicitou não foi encontrada. Tente refinar sua pesquisa, ou use a navegação acima para localizar a postagem.

Reconhecida com o Prêmio Direitos Humanos e Empresas em 2018, a Justiça nos Trilhos atua desde 2007 no fortalecimento de comunidades no Corredor Carajás denunciando violações dos direitos humanos e da natureza.

Todos os conteúdos do site www.justicanostrilhos.org são sob licenciamento Creative Commons. Os conteúdos podem ser baixados e compartilhados desde que atribuam o crédito sem alterá-los de nenhuma forma ou utilizá-los para fins comerciais.

CFEM

Internacional

Nenhum resultado encontrado

A página que você solicitou não foi encontrada. Tente refinar sua pesquisa, ou use a navegação acima para localizar a postagem.

Notícias recentes

ANM distribui R$ 549 mi em CFEM a estados e municípios produtores

Fonte: Notícias de Mineração Brasil Big dump truck loading for transport minerals gold,Mining industrial at Thailand A Agência Nacional de Mineração (ANM) distribuiu na segunda-feira (19) R$ 549,37 milhões aos estados e municípios produtores minerais. O valor se...

Dona Máxima Pires, a Guardiã da Natureza e das Comunidades Tradicionais, deixa um legado de resistência

No último dia (13), data dedicada a Santa Luzia, a comunidade de São Luís (MA) e as organizações populares que compõem o Movimento de Defesa da Ilha, os grupos de ativistas ambientais e dos direitos humanos choraram a perda de uma de suas principais lideranças, Dona Máxima Pires. Seu nome, que ecoa como um grito de resistência, está intrinsecamente ligado à luta contra a especulação imobiliária e a defesa das comunidades tradicionais na Ilha de Upaon-Açú.

Reconhecida com o Prêmio Direitos Humanos e Empresas em 2018, a Justiça nos Trilhos atua desde 2007 no fortalecimento de comunidades no Corredor Carajás denunciando violações dos direitos humanos e da natureza.

Todos os conteúdos do site www.justicanostrilhos.org são sob licenciamento Creative Commons. Os conteúdos podem ser baixados e compartilhados desde que atribuam o crédito sem alterá-los de nenhuma forma ou utilizá-los para fins comerciais.