Comunidades Impactadas

Pimental – MA

quarta-feira, 29 de abril de 2015
138 visualizações

Pimental é um assentamento federal, onde vivem aproximadamente 70 famílias, está localizado a 15 km do município de Arari (MA), onde vivem aproximadamente 70 famílias. em uma Área de Proteção Ambiental (APA), na Baixada Maranhense…


Sobre a comunidade

pimentel-6f0c8Pimental é um assentamento federal, onde vivem aproximadamente 70 famílias, está localizado a 15 km do município de Arari (MA), onde vivem aproximadamente 70 famílias. em uma Área de Proteção Ambiental (APA), na Baixada Maranhense. O povoado é atravessado pela Estrada de Ferro Carajás (EFC) no km 128,5. Segundo relato dos moradores, a ocupação desse assentamento ocorreu há mais de 60 anos. Quando chegaram na localidade havia uma grande quantidade de uma planta chamada pimenta longa, que deu origem ao nome do povoado Pimental.

As principais atividades econômicas desenvolvidas no povoado são: agricultura, pesca e a quebra do coco babaçu. Com poucas perspectivas os jovens partem todos os anos para São Paulo em busca de trabalho. A maior parte das famílias complementa a renda através do Programa Federal Bolsa-família.

No povoado não há saneamento básico, nem coleta de lixo. A água utilizada provém de um poço coletivo ou de açudes construídos pela prefeitura e pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA). O sistema de abastecimento de água foi construído pela prefeitura e distribuído para a população de forma insuficiente e sem tratamento. Não possui posto de saúde na região e os serviços de telefonia são precários.

Conflito

Quando a ferrovia foi construída, o sistema de drenagem não foi adequado às condições do relevo, predominantemente de campos. Segundo depoimentos dos moradores, muitas enchentes ocorreram após à construção da ferrovia, além da perda de roças de arroz, bloqueio de acesso à comunidade e igarapés aterrados.

Outro problema gerado a partir da construção da ferrovia foi o impedimento ou insegurança na travessia, pois não foram feitos viadutos no povoado. A travessia era por cima dos trilhos e o trem muitas vezes ficava parado horas ou até dias no povoado. O pátio de cruzamento fica no acesso ao povoado, o que ocasionou muitos prejuízos financeiros. Agricultores ficaram impedidos de transportar suas mercadorias, socorro a pessoas doentes, acidentes e mortes por atropelamento.

Resistência da comunidade

Diante das dificuldades no ano de 2011, depois de muitas solicitações à Vale para que construísse um viaduto no acesso ao povoado, os moradores se reuniram e fizeram denúncia na promotoria de Arari.

A Vale apresentou uma proposta para construir um viaduto em local diferente das solicitações dos moradores. Por não concordar a comunidade interditou a ferrovia. Pressionados, depois de muitas reuniões, a empresa construiu o viaduto no local solicitado.

No entanto, o viaduto apresenta alguns problemas estruturais. Para economizar na indenização de residências, o viaduto foi feito com as alças bem curvadas. Ficou alto, inclinado e já causou alguns acidentes. Por não ser asfaltado, a piçarra está descendo e algumas ranhuras estão se formando, os moradores temem que desmorone.

Reivindicações

Melhoras no viaduto e em vias de acesso ao povoado.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!