Música “Que trem é esse?” se torna hino das comunidades atingidas

domingo, 15 de dezembro de 2013
112 visualizações

web_assentamento_francisco_romao.jpg“Que trem é esse?” é o título da música composta pelo artista Paulo Maciel, de Imperatriz-MA. A letra apresenta os conflitos socioambientais e as denúncias de mais de cem comunidades atravessadas pelo trem da Vale em Pará e Maranhão, transportando lucro para os acionistas e deixando impactos para os moradores.

QUE TREM É ESSE
QUE TREM É ESSE
QUE CHEGA BUZINANDO EM MEU OUVIDO
DISSIMULA TODA FORMA DE PERIGO
VEM TRAZENDO PARA A TERRA GRANDES MALES
QUE TREM É ESSE
QUE CHEGA BUZINANDO EM MEU OUVIDO
DISSIMULA TODA FORMA DE PERIGO
DESSE JEITO, DESSE JEITO ASSIM NÃO VALE

O rio que estava aqui
Natural desse lugar
Perecendo hoje está
Suspirando a penar
A linha de ferro vem
Atravessou o meu quintal
Voraz gigante o ferro vai
Alimenta o capital

A noite e o dia vão
Nas beiradas desse trem
O sossego falta aqui
A bonança vai pra quem?
Não vale a pena acumular
Grande riqueza nesse trem
Se a vida sofre é bom lembrar

Gente sofrida vai além
Índios nativos quilombolas
Vilas, cidades pequiá
Atormentados em suas casas
Isso não vale, pausa lá
Agente junto pode mais
Pode enfrentar esse dragão
Anunciando um novo dia
Construindo em mutirão

Por Paulo Maciel, Imperatriz, maio de 2013

0 Comentários

Deixe o seu comentário!